Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

"GATOS" APELAM ÀS GAFFES DOS POLITICOS NACIONAIS

     Novo formato do quarteto de humoristas para a SIC afasta-se do seu registo habitual. Ao jeito de um 'Daily show' à portuguesa, os 'Gato Fedorento' receberão em estúdio e em directo líderes partidários.

 

     "Esmiucem isso bem. Esmiucem connosco", são apenas alguns dos 'slogans' do novo programa dos "Gato Fedorento", sendo que para o efeito se apropriaram dos cartazes de propaganda dos principais partidos.

     Afinal, intitula-se "Esmiuça os Sufrágios" e estreia na SIC, dia 14. Ricardo Araújo Pereira, José Diogo Quintela, Tiago Dores e Miguel Góis entrevistarão políticos, sempre sob a chancela do seu humor corrosivo. Ontem, que nem celebridades de Hollywood, apenas dispensaram 15 minutos a cada um dos órgãos de informação. E entre trocas de "sms", enquanto falavam com o JN, foram uns completando as respostas dos outros.

     Qual é o lema da vossa campanha?

Ui. "Esmiuçar Portugal", ainda que o título do programa seja "Esmiuça os Sufrágios". Quisemos trazer para a ribalta o verbo esmiuçar. Nos anos 60 ainda se falava dele, agora que ficou com uma conotação alternativa, vamos ser nós a devolvê-la ao "mainstream".

     Apresentarão os quatro?

À partida, cada semana será um.

     Aproximar-se-á do "Daily-show"...

O modelo é esse. Trata-se de um conteúdo de comentário humorístico do que aconteceu no dia. É um programa praticamente impossível de fazer. Somos os quatro a escrevê-lo e a trabalhar em cima da actualidade. É absurdo o quarteto do costume escrever 25 minutos diários de televisão. Temos um reforço de uma equipa de jornalistas liderada por Mário Carneiro, que faz investigação e pesquisa. Agora não vai haver tempo para perder duas horas na maquilhagem e a pintar o cabelo.

     Não haverá bonecos alegóricos?

Não vamos ter personagens. É mesmo só comentário humorístico ao que se passa na actualidade.

     Terão convidados em estúdio?

Sim. Pela primeira vez um programa nosso terá uma dimensão de "talk show". E tal como no "Daily show", além dos apontamentos humorísticos do pivô, haverá outros momentos. Por exemplo, um de nós pode ser um repórter destacado em qualquer sítio.

     Como será o genérico e música?

Terá parecenças com um informativo, mas parodiado. Quanto à música, ainda não dissemos a ninguém, é um exclusivo do JN. É do Rodrigo Leão, foi um tema feito de propósito para nós. Toda a estética do cenário, será próxima da de um programa de informação.

     Já têm presenças confirmadas?

Temos Paulo Portas, Jerónimo de Sousa, Francisco Louçã e António Costa. Estamos a tentar obter outras confirmações.

     A receptividade foi imediata?

Uns aceitaram logo, outros estão a ponderar. Mas como nesta fase têm as agendas muito ocupadas, por causa do arranque da campanha, é complicado conciliar.

     Não demostram temer a vossa sátira cáustica?

Sempre nos preocupámos em fazer "sketches" que não humilhassem ninguém. É óbvio que vai ter um tom provocatório.

     Se fizessem as tais personagens dos políticos qual o que seria mais susceptível de ser parodiado?

É provável que o político mais vezes por nós satirizado tenha sido o primeiro-ministro. Estando no poder, está mais exposto.

      E qual vos dá mais vontade de rir?

Cada um tem os seus momentos e esperemos que eles aperfeiçoem essa capacidade, que aprimorem as técnicas, porque a partir de dia 14 vamos precisar de material. Aproveitamos, já que o JN tem muita tiragem, para apelar à classe política que invista em mais gaffes e declarações absurdas. Mas só a partir de dia 14.

     A política continua a ser o terreno mais fértil para o humor...

Há várias matérias-primas. Nesta altura fazia sentido um programa sobre política pois temos duas eleições à porta.

     Aproveita aos líderes partidários irem ao vosso programa?

Teriam todo o direito de declinar o convite. Mas nós temos um cházinho óptimo. Não será um programa de entrevista jornalística, portanto não farão propaganda. Mas é natural que lhes interesse provar que têm "fair-play" para responder a provocações nossas.

     Qual o mais difícil de entrevistar?

Como não temos experiência, são todos. Não sabemos como cada um reagirá. Mas o primeiro-ministro, talvez intimide mais.

     Como decidiram a distribuição das entrevistas?

Pusemos num chapéu quatro papelinhos, todos eles com o nome do Ricardo. Foi o chamado sorteio condicionado.

      Vão esmiuçar o caso do "Jornal Nacional" da TVI ?

Sim. Que fique bem claro que não tivemos nada a ver com isso. Aliás, o melhor que podia acontecer era uma coisa parecida: um dia antes dizerem que o programa não ia para o ar. Era um sonho.

     Depois deste projecto, o que se segue?

Se tudo correr bem, nada. O plano era voltarmos às origens. Mas a SIC propôs-nos isto e achámos o desafio aliciante. Com esta série termina o nosso contrato.

     Há perspectivas de renovação?

Só nos falta a TVI. Depois do fim deste contrato vamos entrar num período de reflexão sobre o modelo a adoptar à televisão. A exclusividade não é o único.

     A logística das entrevistas prende-se com algum vedetismo?

Aqui não há glamour. Estamos num gabinete e não num hotel de 5 estrelas. Os 15 minutos têm a ver com o pânico da escassez de tempo. Antes de apresentarmos o programa temos de o escrever. Não há vedetismo nem uma pulsão para controlar os média. Mas devia haver. Agora, cuidado ao saírem pois o nosso motorista é pior do que o do Pinto da Costa.

 

 

 

 

FONTE: JORNAL DE NOTÍCIAS

Tags: ,

PUBLICADO POR

Diogo Tavares às 19:18
|

COMENTAR

LINK-ME

TVCINEMA

Diogo Tavares - Todos os Direitos Reservados © 2010

• Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30


RECENTES

SIC: Novela “Laços de San...

Justin Timberlake diz sen...

Daniela Ruah brilha em Ho...

'A Voz de Portugal' já dá...

Cantora Pink aceita papel...

Guterres distingue Angeli...

'Laços de Sangue' na list...

ALFREDO É O CONCORRENTE M...

FILIPE EXPULSO DA "CASA D...

1,5 MILHÕES DE PORTUGIESE...

"TENHO DIREITO À PRIVACID...

ANIVERSÁRIO DA SIC VAI SE...

A VEZ DE BÁRBARA NO 'PESO...

SANTORO NEGA ROMANCE

PARABÉNS TVCinema

FAMOSOS QUEIXAM-SE DE TER...

DONAS DE CASA DESESPERADA...

RICKY MARTIN VAI CASAR-SE

JÚLIA PINHEIRO ABRE AS PO...

BÁRBARA GUIMARÃES "CONFIA...

JÚLIA PINHEIRO CHEGA ÀS M...

NOVELA DA SIC LUTA TACO A...

FINAL DA CASA DOS SEGREDO...

SIC LIDERA ESCOLHAS DA PR...

JÚLIA PINHEIRO NA SIC

MAMNUELA MOURA GUEDES NA ...

"MEU AMOR CHEGOU, ARREBAT...

JÚLIA PINHEIRO NÃO COMENT...

CATARINA MONTEIRO QUER RE...

ALVOROÇO NA "CASA DOS SEG...

ARQUIVOS

Novembro 2011

Outubro 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Últimos Comentários

Com certeza Julia Louis-Dreyfus (http://en.wikiped...
não vai haver mais castings para programas de danç...
eu amo csi,e um absurdo o que eles fizeram tirara...
eu adorei escutar que csi estára de volta.s...
Bom post, Ze
Caro Dr. Miguel Stanley Gostava, sendo seropositiv...
Caro Dr. Miguel Stanley Gostava, sendo seropositiv...
Caro Dr. Miguel Stanley Gostava, sendo seropositi...
Indigno-me na minha condição de cidadão informad...
Nossa gostei muito do papel q ela fez na novela, e...
Faça uma pesquisa correta,assim a informa&c...
Parabéns pelas palavras, muito emocionante. a...
este concurso e muito bom que prende pelos segredo...
Além destes nomeados, foram nomeados para Grupo Re...
Em 2012 é o ano ideal para fazer o terceiro filme,...
Alguém sabe qual é a idade minima de participação?...

• Procurar